Arquivo do mês: agosto 2011

Confidências Mineiras…

BH quer metrô URGENTE!

Em Belo Horizonte, mobilização que protesta a promessa não cumprida pelo PT, a construção do Metrô.

O Metrô de Belo Horizonte foi criado  em 1º de agosto de 1986, data do meu aniversário inclusive, que interligava seis estações, ligando Eldorado e Lagoinha, com 10,8 quilômetros de linha e apenas três trens.

Apenas, e2005, o trecho começou a seguir diretamente da estação Eldorado à Vilarinho. Desta forma, concluiu-se a Linha 1.

Bom, devido a criação do Centro Administrativo, estudos vem sendo realizados, visando possibilitar a ampliação da linha 1 do metrô, que poderia ganhar mais três estações subterrâneas no sentido Vilarinho – Serra Verde: Venda Nova (Av. Vilarinho), Serra Verde (Av. Finlândia) e Centro Administrativo.

Dilma Rousseff em sua campanha eleitoral, prometeu metrô para BH, e até agora nada. Nada de liberação de verbas, nada de planejamento, absolutamente nada!

Vejam: http://www.youtube.com/watch?v=3Bk-a0IdUt4

O trânsito da capital mineira já está caótico, os ônibus lotados, constrói-se uma “asa” aqui para aliviar o trânsito “dali”, e tudo continua transtornado.

A indignação é fruto da promessa do PT não cumprida, da construção do metrô de Salvador (o mais caro do Brasil) que teve investimento do governo federal, e para Minas, nada!

“O metrô é mais do que uma promessa não cumprida. É uma necessidade da capital Mineira”.

Fonte:http://jogodopoder.wordpress.com/2011/08/31/bh-quer-metro-publica-manifesto-governo-do-pt-promete-mas-nao-cumpre/

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

“Falando Sério!”

 

 

 

Fonte: http://ciceroart.blogspot.com/

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Movimento gera movimento

É impressionante como a ação de alguns pode influenciar as ações de outros. Basta que um começe o movimento para encorajar todo um grupo.

 

Vejam:

“G8 do PMDB’ na Câmara defende entrega de cargos do partido no governo”

“BRASÍLIA – Depois do “G8 do PMDB” do Senado – grupo de senadores independentes que contestou a liderança de Renan Calheiros (AL) e a relação com o governo – surge agora o G8 da Câmara, pregando que o partido devolva todos os cargos que ocupa à presidente Dilma Rousseff. Liderados pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sete deputados do PMDB do Rio assinaram nesta quarta-feira, 31, manifesto em que reafirmam o apoio ao líder da bancada, Henrique Eduardo Alves (RN) e à presidente Dilma, mas “expressam o seu descontentamento com a participação do partido no governo”.

 “Não estamos brigando com ninguém nem pedindo nada. Ao contrário, a tese é a de entregar tudo. Se é para o PMDB ficar com a gorjeta, é melhor deixá-la para o garçom”, disse Cunha, ao destacar que o movimento é político. Segundo ele, o manifesto reúne apenas a bancada fluminense do partido, mas poderia ser maior porque o descontentamento com a participação do partido no governo é mais amplo.

O primeiro dos seis itens do manifesto do grupo é precisamente o que apoia Alves e reafirma o “engajamento” na candidatura dele à presidência da Câmara em 2013, dentro do acordo de revezamento no posto com o PT do atual presidente Marco Maia (RS). Em seguida, vem o apoio ao governo da presidente Dilma e a observação de que “o melhor seria estarmos fora da ocupação de cargos públicos, já que o tamanho do partido não está representado adequadamente”.

No quarto ponto, o grupo manifesta o “desconforto com as denúncias envolvendo quadros do partido, em situações onde os fatos denunciados são anteriores à gestão comandada pelo PMDB, mas vêm provocando desgaste em todos nós”. O texto também destaca que “o apoio ao governo não significa deixar de apurar e investigar qualquer denúncia existente, seja por instrumento tradicional ou por CPI, se for do entendimento de cada parlamentar”

Os deputados do PMDB do Rio também dizem que gostariam de discutir “temas relevantes para a sociedade, tais como a prorrogação da Desvinculação das Receitas da União (DRU), que implicará a perda da possibilidade de aumento dos gastos com saúde e educação que deveriam, na nossa ótica, ser prioridade em nosso partido”.

Além de Cunha, integram a lista de signatários do manifesto os deputados Adrian Musse, Alexandre Santos, Edson Ezequiel, Fernando Jordão, Nelson Bornier, Solange Almeida e Washington Reis.”

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,g8-do-pmdb-na-camara-defende-entrega-de-cargos-do-partido-no-governo,766607,0.htm

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Confidências Mineiras…

Após algum tempo sem postagens, volto à atualizar o blog com uma nova coluna.

“Confidências Mineiras”, relatará para vocês as confidências de uma mineira do Paraná, EU, o que penso sobre as questões políticas que envolvem o nosso país!

 

O CASO Gleisi Hoffmann (PT):

Estamos acompanhando o inédito gasto da Ministra da Casa Civil, candidata ao Senado pelo Paraná, na sua eleição declarou R$ 56,9 mil de despesas com táxi aéreo.

“Na segunda-feira, em resposta à reportagem publicada na revista Época sobre a utilização de um avião particular da construtora Sanches Tripoloni ao lado do marido Paulo Bernardo – hoje ministro das Comunicações e na ocasião ministro do Planejamento -, a ministra divulgou nota dizendo ter feito seus voos durante a campanha apenas em avião fretado e com contrato de aluguel. Procurada na terça-feira, 23, pelo Estado com questionamentos sobre a prestação de contas da campanha, Gleisi foi econômica nas explicações.”

Nesta terça-feira, 30, o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) e o deputado federal Duarte Nogueira (SP), ambos do PSDB, pediram ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que investigue a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suspeitas de crime de peculato e improbidade administrativa.

Gastos exobitantes em campanhas elitorais, enquanto a saúde social, a educação social, se encontra em estado precário, com investimento mínimo.

Econimiza-se com a sociedade e gastam “rios” de dinehiro com a sua imagem. Esse são os políticos que elegemos?? Estes nos representam??

 

Fontes: Estadão

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized